Mundo Higeia

Bem Vindo a este Mundo!

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Podemos Prevenir o Alzheimer?

imagem copiada net

Eu acredito e observo que chegamos a níveis de degeneração, porque não soubemos usar o corpo, este veículo que temos de proteger para que a nossa estadia aqui seja a melhor e a mais longa possível.
O Alzheimer chega a muitos como “recompensa “ no fim da Vida, levando-nos a pensar que a Vida é injusta, trabalhamos, ajudamos, criamos filhos, ás vezes netos, fizemos tanta coisa e depois ficamos assim, ficamos fora de controle, sem a nossa mente.
Aqueles que habitavam a nossa mente, que ajudavam no raciocínio - os neurónios - morreram. Porquê? Ninguém morre, nada desaparece se tiver as condições adequadas á sua vida, o problema é este, é que nós precisamos dos neurónios, mas eles também precisam de quem está acima, e nós estamos. Mas erramos, fazemos tudo, e esquecemos de fazer o correto com o nosso corpo.

Mas, o que significa fazer o correto com o corpo?
As vozes que se levantam para responder a esta pergunta são muitas, mas tenhamos bom senso, esqueçamos por instantes os hábitos da sociedade atual, e observemos a Natureza, este livro aberto com todas as respostas.
Por exemplo, será que é adequado ao nosso corpo comermos farinha, açúcar e arroz refinado? 
Será que a Natureza errou ao juntar vários nutrientes ao trigo, vários nutrientes ao arroz, e o certo é tirarmos tudo, até ficar um produto branco, branco de nada ter?
Mas, as nossas despensas o que têm? Arroz branco ou integral? Que pão é que comemos? Que massa? Todos dias, adoçamos com açúcar branco?
 Um estudo feito pela Clinic Mayo (1) e publicado no Journal of Alzheimer Disease (1), diz que as pessoas que comem este tipo de carbo-hidratos refinados são propensas a desenvolver doença de Alzheimer.
O principal autor do estudo, Rosebud Roberts, um professor do departamento de epidemiologia da clinica, depois de comentar que as estatísticas para a doença de Alzheimer é de triplicar até ao ano 2050, disse: “ estamos a tentar encontrar coisas que possam ajudar a reduzir os fatores de risco da pré-demência, pois uma vez que você tenha chegado ao estágio da demência, o processo é irreversível”. Continuou: “ um alto consumo de carbo-hidratos pode ser muito ruim pois aumenta os níveis de glicose e insulina;… altos niveis de acuçar pode impedir o cérebro de utilizar esse mesmo açúcar, e desenvolver as placas amiloides que são proteínas toxicas para a saúde do cérebro e que são encontradas nas pessoas com Alzheimer.”

Andamos…andamos, mas o caminho é em círculo e chega sempre no mesmo lugar, á mesma conclusão, a de que a Natureza tem razão.
Achamos que podíamos mudar, transformar e fazer da alimentação uma arte, mudamos as cores, alteramos os sabores, fazemos saladas russas, refinamos umas, complicamos outras… tudo isto enfeita a nossa mente, é bom abrir o pacote, tirar a caixa dos cereais, juntar leite de 6 meses mas dentro da validade, de uma vaca que toda a vida pediu socorro, mas nós não ouvimos,… um sem numero de pinceladas num quadro que estamos a pintar, mas que não funciona.

Para mim, não temos de trocar os alimentos refinados pelos integrais, porque temos de prevenir o Alzheimer ou outro tipo de doença, temos de trocar porque a Natureza não deu os refinados e como tal não há outra forma de prevenir ou ganhar Saúde.

(1) Natural New 

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Tratamento Natural da Angina de Peito




A Angina de Peito (Angina Pectoris) é um termo medico usado para dor ou desconforto no peito e pertence ao grupo das doenças cardíacas.
A angina é um sinal de alerta do coração, a informar que o seu músculo cardíaco não recebeu o sangue e o oxigénio necessário para executar o seu trabalho.
Isto acontece porque uma ou mais artérias do coração foi estreitada ou bloqueada.
O desconforto pode ser sentido no pescoço, mandibula, ombros, costas ou braços, e nem todos os desconfortos no peito estão relacionados com o coração, pode ser problemas do estomago, ou do pulmão.
O que agrava este problema é a aterosclerose, problema também a ser questionado, no sentido de perceber-se o porquê do corpo formar ateromas, que bloqueiam as artérias.

Ninguém do mundo morre por doença cardíaca, como afirmou o padre Tadeo “ ninguém morre do coração, morre-se por mau sangue”.
O sangue para circular por todo o corpo necessita de uma força que o leve às extremidades e que o retire de lá, este maravilhoso trabalho é feito pelo coração em combinação com os pulmões (por isso cuidado com os betabloqueadores e seus efeitos secundários sobre os pulmões).
Assim como uma bomba que trabalha com água pura e limpa não se estraga, também o nosso coração não adoecia se bombardeasse sangue limpo. Por isso se diz que as doenças do coração são cronicas, que não têm “remedio”, porque todas elas em diversos graus são consequência de intoxicação do sangue e este não pode ser purificado, limpo através de medicamentos, mas pode ser alterado e nutrido com uma alimentação que já comprovou que resulta.

Não há outra receita, que não seja “mudanças no estilo de vida”, pode ser feita lentamente, com algum tempo para adaptação, com algum tempo para “cozinharmos” internamente que temos que tomar ação, que não há outra forma, que somos nós os responsáveis, mas também somos nós que temos o poder de mudar, de escolhermos uma vida mais saudável, em troca de uma menos saudável. Ninguém faz esta escolha por nós.

O que comer?
Não quero assustar ninguém, mas percebe que não pode continuar a se alimentar da mesma forma, esses alimentos contribuíram para a sua doença. Vamos mudar?
Na angina de peito, penso que é importante abandonar a carne, ou reduzi-la a mínimos, assim como o peixe.
Aumentar cada vez mais os alimentos crus, tanto em forma de sucos, como de saladas, que estes façam parte da sua alimentação diária. Todas as refeições têm de ter um prato cheio de salada, e não pode ser só alface e tomate. Experimente novas receitas, prove e comprove que pode comer a maior parte dos legumes crus, com cebola, alho, beterraba, cenoura e plantas aromáticas, como salsa, coentros, manjericão. Você tem de ganhar vida, por isso acompanhe sempre com germinados, com algas.
As boas gorduras, as que desinflamam encontram-se nas sê-mentes, como a chia, a linhaça, as amêndoas, nozes, sementes de sésamo, de girassol, de abobora, faça um plano alimentar e introduza-as na sua alimentação diária, com elas pode-se fazer leites, papas, patés e queijos vegetais.
Não há melhoria da angina de peito sem magnésio, e é tão fácil consegui-lo, basta diariamente tomar 1 ou 2 copos de suco verde, a clorofila é sua amiga.
A fruta? A fruta é o alimento do homem, na época das uvas, faça uma monodieta de uvas, ou seja fique 3 dias só a comer uvas. Na época da melancia, fique 1 dia por semana só a comer melancia. Aproveite a época de cada fruto (neste momento a da romã). Fruta não é sobremesa, é refeição.
Uma forma de “des-viciar” aquilo que comemos tradicionalmente, é ficar 3 dias a comer exclusivamente maçãs, vai se surpreender com o resultado.
Abandone o tabaco, o café, e o álcool na sua totalidade.
Caminhe e respire, ande devagar, observe o que o rodeia e goste de estar onde está.

A grande planta a tomar é o Crataegus (espinheiro alvar), melhora as funções cardíacas, dilata as artérias coronárias o que aumenta o fluxo de sangue e oxigénio ao coração. Pode ser usado por longos períodos. Pode ser tomado em extrato, em capsulas e também em chá (neste caso deve ingerir 3 a 4 chávenas diárias)

Mais pode ser feito, mas se fizer o acima escrito ou parte dele, acredito que já entrou no caminho da recuperação…

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Chia – uma pequena e Mágica Semente

imagem copiada net

A semente de Chia é um dos super-alimentos mais poderosos, mais funcionais e mais nutritivos do Mundo!
São uma excelente fonte de fibra, de antioxidantes e minerais, mas a grande descoberta é que ela é a fonte vegetal mais rica em ómega 3.



Tem mais ómega 3 que o salmão.
Mais antioxidantes que qualquer fruto.
Mais fibra que os flocos de aveia.
Tem seis vezes mais cálcio que o leite inteiro.
Tem três vezes mais ferro do que os espinafres.
Tem quinze vezes mais  magnésio que os bróculos.
Mais proteína, fibra e cálcio que as sementes de linhaça.

Chia é a semente de uma planta aromática muito usada pelos espanhóis, a Salvia Hispânica, uma família das mentas originária do sul do México.
Fazia parte da alimentação dos Aztecas e dos Maias, dizia-se que duas colheres de Chia mantinham um índio a caminhar um dia inteiro.

Num estudo de 2007, apresentado no Diabetes Care, os pesquisadores descobriram que pacientes com diabetes tipo 2, ao consumirem 37 gramas de sementes de chia, que é mais ou menos 6 colheres de sopa por dia, diminuíram em 32% os valores da taxa de proteína C-reactiva, que é um marcador que indica o nível de inflamação interna, sendo também benéfica em hipertensão, colesterol alto, triglicerídos altos, etc…

Como comer a Chía?


Como a semente é mucilaginosa, ao entrar em contato com um líquido criam á sua volta um gel, e consegue absorver varias vezes o seu peso em agua. Por isso podem ser adicionadas a batidos, a iogurtes, cereais, etc..
Cá em casa, eu uso-a para fazer marmeladas cruas ou como cereais pequeno-almoço.

A imagem acima mostra um lanche matinal, feito com leite de amêndoa, no qual juntei sementes de chia e polvilhei com canela.
É uma delicia, a Chía não tem gosto, absorve aquele no qual está envolvida.
Não há justificação para não a consumir, excepto o preço, pois não é das sementes mais económicas, mas pelos seus benefícios deve ser vista como prioridade.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Que Deus Abençoe esta Crise

imagem copiada net

O texto abaixo é do Dr. Jorge Carvajal, médico Colombiano criador da Sintergética uma forma de tratamento que engloba conceitos e princípios que regem a medicina clássica com as medicinas tradicionais e ancestrais, numa dança onde os opostos se tornam complementários e onde o físico e o espiritual confluem para um conceito de Saúde Integral.

Vamos ao texto:
 “ A contração pode ser uma bênção.
Temos caminhado pela Vida sem darmos conta que nos afastamos de nós mesmos.
Esta crise pode ser uma boa oportunidade para voltarmos ao que é essencial: nossa própria humanidade.

Nas últimas décadas assistimos a um crescimento artificial, assente na concorrência e na guerra, mas que neste momento se está a congelar, ou seja ocorre a contração que sempre sucede uma expansão.

Nas crises despertamos, nas emergências, emergimos.
 Se, não resistirmos à mudança podemos crescer de verdade.
E, se nós não oferecêssemos resistência à contração? Talvez assim a crise possa ser sinonimo de oportunidade preciosa para voltar a nós mesmos, e através desta época de “crepúsculo”, reconhecer a beleza da nossa noite interna.

Ainda há tempo para “dar à luz” de novo. Para nos reinventarmos. Nesta contração pode acontecer o que realmente vale a pena ser: uma expansão interior, um acender do coração, e que a Terra seja a casa e a fogueira.

Regressamos? SIM… de uma vez por todas, sem resistência, regressamos.
Se em cada expansão do coração não houvesse uma contração, a nossa vida não seria possível.
Se na matriz do caos, não se criar uma nova ordem, a evolução não seria possível.
Sem a certeza de um caminho de retorno a vida perde seu sentido. É necessário regressar aos caminhos percorridos, para encontrar em quais nos perdemos. Escutemos a voz da necessidade e reconheçamos que não há colheita sem semente.

Perdemos o contato com o essencial quando confundimos Ser e Ter, Viver e Consumir, Existir e Colher.
 Perdemos a Consciência da Essência quando convertemos a existência numa estratégia para crescer quantitativamente. 
Perdemos o curso quando nosso intelecto se afastou de nosso centro e assim sem coração nosso crescimento foi tão externo como perigoso.

A macro-economia ía muito bem, a aparência era fantástica, mas não havia suporte interior, e como castelo de naipes, um atras do outro foram e vão caindo com suas invulneráveis fortalezas. Porque não tinham coração.

O coração da Vida se expande e se contrai. 
As expansões indefinidas não são possíveis, pois a mesma vida se renova através da morte.
Em todo o caso, mais cedo ou mais tarde andamos para trás nos nossos próprios passos. Cada passo é uma pegada onde se semeia as nossas ações, para um dia voltar e receber o resultado do plantio.
E, o que é que nós temos semeado?
A ilusão da liberdade sem responsabilidade.
A ideia da exclusividade.
A ideia confusa de Ter para Ser, que nos tem levado à ilusão  de que a aparência é a Essência.

Nós plantamos, Não um Deus Universal de Amor, mas sim um pequeno Deus feito à imagem e semelhança dos nossos interesses mesquinhos.
Temos plantado a semente da competição, e temos perdido o compartir da colheita humana.
Temos plantado a semente da possessividade e perdemos a colheita da fraternidade.
Nós plantamos unicamente para saciar nossos sentidos e colhemos um “vazio de significado”.
Temos plantado a esperança em valores de ações de bolsa e desvalorizando as ações da nossa própria humanidade. Investimos em seguros de vida que só nos podem assegurar a morte.

O essencial não é o fruto das nossa ações, a verdadeira subtancia são as sementes, o essencial não é produzir, nem cozinhar, muito menos consumir. O essencial é uma semeadura verdadeira, que damos de todo o coração e que determina a qualidade das nossas colheitas, que no fundo é o grande jogo da nossa felicidade.
Uma cultura é um cultivo, e para cultivar a nova Terra, temos de cultivar nossa própria terra, a do nosso corpo, a nossa energia. 
Temos de cultivar a terra de nossas relações humanas, pois dela nasce toda a economia. 
Temos de cultivar a terra de todas as nossas religiões, para que todas sejam religiões de amor e o Amor seja a nossa verdadeira religião.

As águias por volta dos seus quarenta anos deixam de poder usar o seu bico e suas garras, ficam envelhecidos e retorcidos. O que fazem? Batem com o bico contra as rochas para o destruírem, depois submetem-se a um longo jejum, onde lhes nasce um novo bico e com ele arrancam todas as penas velhas e suas garras inúteis. Depois, esperam até ficarem renovadas para uma nova vida.
Será que não estamos a viver a época do recolher? A época de renovar o bico e as penas?
É hora de fazermos o voo da alma humana para contemplar a unidade do desígnio que fazemos parte. É hora de rever a economia, mas não só as relações entre governos e bancos, também nossa economia quotidiana, para aprender a renunciar, para saber perder sem nos perdermos, para eliminar em nós também a ilusão da expansão ilimitada.

Restauremos a economia, dando nova vida ás coisas simples e humildes.
Cultivemos no presente a confiança, para que no horizonte a vida se desenhe num novo amanhecer.
Quando a nossa vida voltar à humildade de ser quem somos, de certeza teremos mais tempo, seremos agricultores da nova terra e não simplesmente observadores.
 Não tenhamos medo.

Que Deus abençoe esta crise.
Que no sulco da nossa Terra ferida semeemos agora melhores sementes. As sementes da Tolerância e da Flexibilidade. As da Humildade e da Sensatez e sobretudo sementes de Autenticidade, para sermos o que somos de verdade, e que nossa economia, nossas relações e nossa vida não estejam jamais suportadas na mentira.”

Fonte: www.sintergeticanet.com

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Alimentos e Plantas para a Memória


Onde é que nós íamos? Onde estão minhas chaves? A carteira! Tive de férias em…ai…ai…minha cabeça…não lembro o nome.

Praticamente em todos os alimentos encontramos matérias-primas que são importantes na formação do tecido cerebral, mas determinadas faculdades mentais requerem maior quantidade de certos nutrientes para a sua efetividade.

Não existe um alimento ou uma planta omnipotente para a memória, que remedeie todas as nossas distrações ou que pense por nós, pois além de uma boa alimentação existe exercícios que ajudam a desenvolver a memória e a concentração como a meditação e a ioga.
Em alguns casos os problemas de memória devem-se ao stress, por isso a primeira coisa fazer para a prevenir é afastar-se das situações que causam conflito, depois eliminar os hábitos tóxicos como o beber álcool, tabaco e a toma diária de drogas que favorecem os radicais livres e sobretudo interferem na síntese dos neurotransmissores.

Alimentos para uma boa memória:



- Agua. 
A água hidrata o cérebro e ajuda-o a funcionar melhor, experimente 6 a 8 copos e analise.





- Nozes, e Amêndoas, ricas em Omega 3 excelentes para desinflamar e melhorar a circulação, além disso os seus ácidos gordos favorecem o nascimento de neurónios e protegem os já existentes



Maçãs, Laranjas, Figos, Uvas e tâmaras.
Estas frutas são ricas em minerais, principalmente em fosforo o que ajuda na memória.

-Vegetais de folhas verdes escuras, como os brócolos e os espinafres, fontes de ácido folico.




- Cenoura, vegetais alaranjados e beterraba crua colaboram pelo seu poder antioxidante.

Plantas para boa Memoria

Adicionar legenda
- A minha primeira erva de excelência para a memória, aquela que dou à minha filha sempre que se aproximam exames é o Alecrim. Pode ser usado como condimento ou bebido em infusão.


- A canela estimula a boa memória. Pode-se juntar aos alimentos, ou mesmo beber em infusão (pau de canela). Exemplo de um pequeno-almoço para a memória é um prato de leite (feito com sementes de sésamo, brasil diz-se gergelim) com flocos de aveia, adoçado com tâmaras e polvilhado com canela.

- A salva, ajuda a mente a recuperar a concentração.

- Os cominhos também ajudam na concentração e podem ser agregados aos alimentos como condimento.

- Ginkgo Biloba, esta erva aumenta o fluxo sanguíneo nas extremidades, neste caso no cérebro, exerce um efeito antioxidante e protege os capilares cerebrais dos radicais livres.

- Salsa, comida crua junto com saladas ou com qualquer alimento.


- Sementes de Sésamo, estas sementes fortalecem o sistema nervoso devido ao seu alto conteúdo em lecitinas e fosfatos. Veja como se faz o leite de Sesamo aqui

- Algas marinhas, elas ajudam-nos a prevenir o hipotiroidismo e libertam-nos de metais pesados (principalmente a alga Chlorela) que também podem ser responsáveis pelo agravamento intelectual.

O consumo de café, ou chá preto, gaseificadas ou outro tipo de bebidas que estimulam a mente e a mantêm desperta, NÃO aumentam a concentração nem a memória.
Por outro lado, os sumos naturais de fruta feitos em casa, aos quais podemos juntar germinados de alfalfa, ou as infusões como o alecrim adoçado com mel, e temperado com canela, são opções muito mais saudáveis e com melhores resultados.

Bem…neste momento é a minha memória que está a falhar e não tenho mais a dizer…esperem…lembrei-me….Quem tiver a tensão alta não beba alecrim.


terça-feira, 23 de outubro de 2012

Cuidado com as Estatinas (medicação para baixar o colesterol)


Uma das análises mais requeridas são os valores do colesterol, a ponto de algumas pessoas irem na farmácia várias vezes num mês verificarem se está alto ou baixo. Se tiver acima de 200 a maioria fica preocupada, vai no seu médico de família e é medicada com Zocor, Crestor, Sinvastatina, Pravastatina, ou outros medicamentos para descer os valores do Colesterol. A maioria da população acima dos 50 anos toma Estatinas, um dos medicamentos mais prescritos mundialmente.

Porque toda esta preocupação?
Foi e é cultivado na mente das pessoas que as Estatinas ao descerem os valores de colesterol, fazem uma prevenção primária dos ataques cardíacos ou AVC (trombose cerebral).
Será que previnem?

Por mais “engraçado” que possa parecer, novas pesquizas mostram que estes medicamentos causam doença coronária, ou seja concluíram que provocam calcificações nas artérias coronárias.

A calcificação das artérias coronárias prova a presença de aterosclerose, que prevê doença e risco cardíaco.

Um estudo feito em Los Angeles e publicado na revista Atherosclerosis, mostrou que o grupo de controlo que usava Estatinas tinham mais prevalência para doenças cardíacas, do que aqueles que não a usavam.

Noutro estudo, feito com indivíduos diabéticos com aterosclerose avançada também mostrou que o uso frequente de Estatinas provoca calcificações na artéria coronária. Foi publicado na revista Diabetes Care.

Fale com o seu médico, com o seu cardiologista e tome uma decisão ponderada.

Fonte dos estudos apresentados:  www.digitaljournal.com/article/334943 ixzz2A7CNKYYG

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Romã - uma caixinha de rubis


Já falei deste fruta aqui, mas acredito que enquanto fizer o blogue, todos os anos o farei. A romã não é uma fruta, é uma Srª Fruta, por isso a Natureza desenvolveu-lhe uma coroa.

Já se falou muito da ação do suco de romã no Cancro, principalmente no de Próstata, mas um novo estudo feito na Califórnia acaba de mostrar pela primeira vez que este suco espremido dos “rubis” inibe três principais processos envolvidos nas metástases do cancro de mama. Os pesquisadores ficaram tão impressionados, que comentaram “ o suco de romã é um tratamento potencialmente eficaz para evitar a progressão do cancro em geral”.

Em estudos de laboratório o suco de romã mostrou citotoxidade (destruição de células nocivas). Animais de laboratório (até quando este abuso sobre outras raças????) mostraram que o extrato de romã por via oral inibia o crescimento de tumores do pulmão, pele, colon e próstata.

Cancro de mama com Metástases
Pesquisadores da Universidade da Califórnia Riverside fizeram um estudo em que aplicaram concentrações diferentes de suco de romã , do tipo um copo por dia ou tres copos. Na concentração mais baixa, o suco de romã dado como medicamento parou completamente o crescimento de células cancerosas, e na concentração maior parou o crescimento e também matou porções significativas de agrupamentos de células cancerosas.
A capacidade de migração das células cancerosas foi significativamente suprimida, assim como as metástases ósseas, isto tudo porque estimula a expressão dos genes a suprimir o processo metastático de diversas maneiras.
O mais impressionante é que nenhuns destes efeitos foram observados nas células normais da mama.

Estamos a falar em doenças, em cancro, temos obrigatoriamente de falar em Inflamação, que normalmente está presente no aceleramento do processo de metástases, mas o milagre pode surgir se você presentear o seu corpo com o suco da “rainha” que suprime as citocinas pró-inflamatórias/quimiocinas e aumenta os níveis das citocinas anti-inflamatorias.
Quer mais?
Quanto a si e à sua mente, eu não sei, mas…o seu corpo quer de certeza e a altura é agora. Em qualquer mercado de agricultura caseira se encontra romãs, é uma fruta que existe bastante em Portugal, mas que infelizmente não chama muito as pessoas.
Bisbilhotando as compras dos outros, apercebo-me que se compra uma romã, no máximo duas,… mas,… como é que só se compra esta quantidade da rainha do outono? Da fruta que mais estudos, apresenta da prevenção/cura do cancro?

Desde que tomei consciência da importância da romã, sempre que chega a sua época, eu compro mais ou menos quatro quilos por semana, abro-as tiro os baguinhos todos, coloco numa caixa e no frigorífico, desta forma duram toda a semana. Na hora de fazer/beber, só tenho de os colocar no jarro liquidificador e depois coar. Acredito que dentro de mim as minhas células se enriquecem, tanto ou mais do que se me oferecessem rubis verdadeiros.

Quem quer ser rico, rico em saúde come “rubis romãziados” e constrói um tesouro dentro de si.

Fonte: Os estudos foram traduzidos da Natural New

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Permeabilidade Intestinal – uma causa por trás de muitas doenças.

imagem copiada net

Nossos intestinos medem à volta de 7 metros e entre as suas várias funções têm duas muito importantes.
 Uma é a digestão e a absorção de alimentos, a outra é ser a barreira de proteção da entrada do nosso organismo de compostos tóxicos e de macromoléculas, isto quer dizer que se as paredes do intestino estiverem em bom estado, os nutrientes são bem absorvidos e as toxinas do bolo fecal não conseguem passar para a corrente sanguínea. Muito mau, é quando se dá o contrário, quando existe PERMEABILIDADE INTESTINAL, que permite que partículas mal digeridas e toxinas consigam entrar na corrente sanguínea em grande quantidade, o que facilita ou privilegia o aparecimento de doenças.
Percebemos com isto, porque a Medicina Natural dá tanta importância ao intestino? Porque todas as curas têm de começar pela boca e pelo equilíbrio do intestino?

Nos países mais “desenvolvidos”, as alergias estão bem presentes. Existem vários fármacos para o problema, mas será que as alergias são uma falta destes medicamentos? Qual será a causa das alergias?
Para a Medicina Natural, é a permeabilidade intestinal, ou seja a parede do intestino inflamada “permite” que passe para a corrente sanguínea macromoléculas,  e nosso sistema imunitário as deteta e principalmente nas crianças, põe em marcha uma serie de medidas de urgência para bloquear o que entrou para o organismo e não devia. O corpo vai inflamar “o que entrou e não devia”, se este se localizar no ouvido, haverá otite, se no nariz sinusite e assim por diante…

Porque cria o corpo toda esta guerra, da qual nós sofremos os efeitos?
Os alimentos mal digeridos são interpretados pelo sistema imunitário como intrusos, dos quais ele tem de se defender. Sabe-se que algumas partículas mal digeridas e absorvidas podem formar complexos que chegam ao cérebro e criam sintomas como ansiedade ou depressão. Mais uma vez vemos aqui a relação do intestino com doenças “mentais”, que no fundo não são mentais.

A integridade do nosso intestino é mantida principalmente através do equilíbrio da flora intestinal.
É a alteração deste equilíbrio – Disbiose - que faz com o intestino seja o ponto de partida para inúmeras desordens metabólicas, baixa imunidade, desordens cognitivas, doenças cronicas e degenerativas. Mas isto não é novo, há muito que se podia ter chegado à causa das doenças, antes de Cristo Hipócrates disse “ todas as doenças começam no intestino”.
Não existe saúde, sem um intestino saudável, nem memoria, o intestino é considerado um segundo cérebro, ele abriga mais de 100 milhões de neurónios, que funcionam de maneira autónoma.

Já reparou, que nossos intestinos são por comparação como raízes, que selecionam, transformam e sintetizam os elementos nutritivos? Já pensou na responsabilidade dele em relação á sua saúde? E, agora já pensou na sua responsabilidade em relação à saúde dele?

O que causa esta alteração, o que leva o intestino a ser permeável?
Não é preciso saber-se muito, basta pensar, de certeza que é tudo aquilo que chega até ele (que entra pela boca) mas que não lhe é indicado.
 Muitos apontam como fatores o seguinte:
- Excesso de antibióticos e outros medicamentos
- Dieta pobre em verduras e frutas e rica em gorduras e proteínas animais.
- Digestão lenta, por falta de enzimas (comida sempre e muito cozida), má mastigação (ver televisão, discutir, pressa, etc)

Lezaeta disse: “toda a doença tem as suas raízes no ventre, não há doente com boa digestão”.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Chegou a época da ABOBORA


A abobora é um dos frutos mais populares desta época.
 A sua riqueza fá-la protagonista numa cozinha saudável.
A sua cor laranja brilhante indica-nos que está carregada de um antioxidante muito importante o beta-caroteno ou vitamina A.
O beta-caroteno mantém seu sistema imunológico saudável, trava o processo de envelhecimento e ajuda na saúde visual. Tem-se comprovado que o consumo de abobora reduz o risco de degeneração macular e previne a formação de cataratas.
Quem tem problemas de visão tem mesmo de perceber o quanto a abobora é sua amiga, por isso ela brilha tanto, para poder-lhe ofertar dois antioxidantes, a zeaxantina e luteína, dois amigos dos nossos olhos.

  
É rica em fibra – melhora o funcionamento intestinal, tanto a prisão de ventre como a diarreia. 
Estudos têm demonstrado que os diabéticos que incluam 14 gramas de fibra na sua dieta mantêm os níveis de insulina estáveis. Além disso esta fibra alimentar além de controlar a glucose sanguínea também ajuda na recuperação ou prevenção de doenças cardiovasculares.
Rica em Vitaminas, alimento para gravidas pela sua ajuda no desenvolvimento fetal e na saúde óssea.
Tem altos níveis de vitaminas B, C, E e K que intervêm na coagulação do sangue e oferece proteção contra a osteoporose.

Sabia que uma xicara de abobora fornece mais potássio que uma banana?
 E, o potássio é extremamente necessário, pois regula os fluidos do corpo e controla a pressão arterial e o ritmo cardíaco.
Além de tudo isto ainda fornece cálcio, ferro, cobre, zinco, manganês, fosforo e magnésio.


Nesta altura do ano tenho sempre abobora, ou dão-me ou eu compro todas as semanas.
Gosto muito de abobora, a sua cor, o seu aroma, o seu formato. 
Todos os dias a energia desta “carne” laranja me ilumina, ora de manhã no suco verde, ora ao almoço ralada.
Para quem é ou está a iniciar o crudivorismo, posso-vos garantir que o doce de abobora, feito com tâmaras, nozes, mel e chia é uma delicia.


A maior parte das pessoas usa abobora, mas na sopa. 
E o que acontece?
Bem, ao ferver todas as suas enzimas são destruídas, mas alguma percentagem de vitaminas e minerais ainda passa para a água ou para o puré da sopa e nos nutre, isto se a sopa for ingerida quando feita.
Só que tenho me apercebido, da ideia do facilitismo da Sopa Congelada, ou seja faz-se um panelão de sopa para a semana toda, ou como sei em outros casos, faz-se duas sopas, para não se comer todos dias a mesma e dura 15 dias.
Isto é perigoso, pois leva-nos a estar alimentados, mas sub-nutridos.
Pior ainda, quando essa dita sopa já congelada passa pelo micro-ondas para aquecer, e isto é o jantar de muitos adultos, mas mais grave se for o jantar de crianças. Claro que podemos comparar com quem nem esta sopa tem, mas nós que temos, por favor tomemos respeito pelo nosso corpo  e passemos a dar-lhe alimentos, não sub-produtos de alimentos vazios de nutrientes.



Olhem uma abobora…vejam o quanto ela é linda…queiram que ela faça parte de vós…

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

O Slogan – “ deixe o cuidado da sua saúde em mãos de profissionais”

imagem copiada net

O texto abaixo não é meu, mas tudo o que é dito nele faz sentido para mim, questionei-me um pouco, se devia ou não de traduzir e publicar, pois não vá eu ser “queimada “ na fogueira.
Texto De Pablo Palomo.


Recentemente comprei numa farmácia umas lancetas (objetos para puncturar) e deram-me as numa bolsa que tinha imprimido a seguinte frase:” deixe o cuidado da sua saúde em mãos de profissionais”.
 Rapidamente, me veio à mente a publicidade e a propaganda que fazem uma e outra vez para transmitirem á população o que querem.
Mas, quem são esses profissionais?
 Qual é o espirito ou a intenção por trás deste slogan?
O que cuidam estes profissionais: a saúde ou a doença de seus pacientes?

Os profissionais de Saúde
Não duvido que, os profissionais a que fazem referencia sejam os farmacêuticos e os médicos.
Parece que a filosofia por trás deste tipo de publicidade é: “ você não se preocupe com a sua Saúde, já que você não estudou nem medicina nem farmácia, somos nós os “entendidos” que temos cursos universitários e somos autorizados e melhor preparados para cuidar da sua Saúde.”

Entendo que de alguma maneira, os farmacêuticos querem proteger os seus clientes da automedicação, perigosa por necessidade, devido aos seus efeitos secundários.
Se a intenção da propaganda é esta, então está tudo bem.
 Se lermos o folheto informativo que acompanham os medicamentos temos mais do que necessidade de acompanhamento, pois o perigo da toma destes medicamentos químicos é tão grande, tanto com receita medica como sem ela, daí precisarmos de aconselhamento farmacêutico, ou seja de profissionais que percebam de fármacos.
Mas, dá-me a sensação que a intenção da publicidade vai mais longe.

Inquisição médica?
De alguma maneira a frase: “ deixe o cuidado de sua Saúde em mãos de profissionais” nos recorda a Inquisição medieval levada a cabo pela Igreja Católica, a qual proibia a leitura da Bíblia nas línguas do povo (inclusive no latim) e não era porque as pessoas não sabiam latim e não era por não terem estudado teologia nas escolas católicas, mas sim (diziam eles) pela interpretação incorreta das Sagradas escrituras. Isto significava “só os doutores sabem interpretar corretamente as escrituras.”
Na realidade o clero não desejava que o povo tomasse conhecimento da verdade, nem das “leis” que eles ensinavam e que claramente eram condenadas pelas Escrituras. Se ao povo tivesse sido dado a oportunidade de ler a Bíblia, este teria descoberto a mentira na qual se baseava esta organização.
 Todos sabemos o que se passou.

Pois bem, esse espirito que há atrás “deixe o cuidado de sua Saúde em mãos de profissionais” soa sinonimo de, você não se preocupe, nós somos os doutores, nós sabemos, nós temos estudado, mas vocês NÃO leiam muito sobre temas de Saúde, não se vão confundir, ou equivocarem-se porque podem fazer dano.

Só que neste momento, temos a INTERNET que está ao alcance de todos.
Quanta informação sobre Saude – boa e má.
Será que devemos unicamente ouvir estes profissionais e não nos confundirmos com tanta informação? Isto recorda novamente a inquisição medieval.
Naquela época surgiram pessoas que desobedecendo ás ordens da igreja católica começaram a traduzir na clandestinidade a Bíblia para as línguas que se falavam. Claro que a igreja os perseguia, os condenava, e os queimava tanto a eles como às suas traduções. Sem dúvida, triunfaram. 
O conhecimento começou a estar ao alcance do povo, as pessoas começaram a ler, a saber, a inteirar-se da realidade, a tirar as suas próprias conclusões, a investigar por sua conta.

Acredito que tudo o que é certo é iluminado e um dia se verá, da mesma forma que se deu com a inquisição, também se dará ou já está a dar com a Saúde, que é as pessoas se questionarem e buscarem respostas às suas perguntas, e NÃO simplesmente obedecer.


terça-feira, 16 de outubro de 2012

É a Medicina Natural lenta na Cura de doenças?

imagem retirada net

É lenta a Terra a dar a volta ao Sol?
É lenta uma semente de maçã a produzir uma macieira?
É lenta a sequóia a desenvolver um tronco com 110 metros?
É lenta uma mulher grávida que desenvolve o seu bebe em 9 meses?

Penso que estas interrogações respondem à pergunta inicial.
Uma macieira necessita de quatro estações para produzir uma colheita de maçãs, o mesmo tempo (365dias) que a Terra leva a dar uma volta completa em torno do Sol.
 Acredito que uma mulher grávida no seu sétimo mês de gestação e em pleno verão, considere longa a espera do nascimento do filho, mas só lhe resta esperar...

Aprendemos com isto, com o observar a Natureza, que tudo tem os seus ciclos próprios, para que as coisas se façam bem.

A Medicina Natural e o Tempo de Cura

Existem comentários do tipo: “os remédios caseiros, ou as terapias naturais são muito lentos e geralmente não resultam,…”.
Parece que a Medicina Natural ganhou fama de ser lenta no tratamento das doenças. 
É realmente assim?

Um senhor é hospitalizado para ser-lhe amputada uma perna devido à gangrena que estava a ocorrer por problemas circulatórios, mas arrependeu-se e escolheu o caminho da medicina Natural.
Mudou sua dieta, tomou plantas, fez tratamentos naturais, etc…
Quanto tempo levou para este homem voltar a andar normalmente?
Certamente alguns meses.

Foi lenta a Medicina Natural?
Seria mais rápido a amputação da perna?

Quanto tempo leva uma doença a desenvolver-se?
Muitos anos, um quisto, um mioma, um tumor, cálculos renais, um cancro, etc…não se produzem da noite para o dia, são processos insidiosos que na maioria dos casos nem damos conta.
Por exemplo:
Comemos gorduras, charcutarias, açúcares refinados, bolos, leites, queijos, fritos, carnes, etc….etc.… por anos, e como consequência podemos a vir a produzir pedras na vesícula. E agora?
Agora, queremos num par de semanas com algumas plantas medicinais e mudança de dieta solucionar o problema?
Visto desta forma, nós não precisamos de Medicina Natural, precisamos de um Milagre!

Claro, que fazer cirurgia e retirar a vesicula é mais rápido, também era mais rápido ter amputado a perna do homem da história a cima. Em Espanha diz-se. “Morto o cão, acaba-se a raiva”.
Mas, se o que queremos é a cura, para que esta se produza é necessário se dar o processo de reversão, o que necessita de tempo. E este, dependerá de muitos fatores, há pessoas que não precisam de tanto tempo, e outros, em que não há mais remedio do que amputar, porque é tarde demais. Mas o que é que nós queremos? Remendos? Milagres? Ou Cura?

Não critico jamais a decisão que cada pessoa toma com a sua Saúde. 
A decisão é sua; e sei que há pessoas que o melhor para elas é precisamente o remendo, a supressão do sintoma, a amputação, porque sua mentalidade…
Sem dúvida, a medicina Natural, ou melhor dito, o seu organismo para se restabelecer precisa ,assim como a mulher grávida, como a maçã, a sequoia, ou nosso magnífico planeta necessitam TEMPO.
Estaremos nós dispostos a dá-lo?

 Traduzido e adaptado de Saludbio por Mundo Higeia

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Fatores que predispõem à Falta de Concentração/Hiperatividade Infantil

imagem copiada net

O Transtorno do Deficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) é um desequilíbrio que combina a falta de atenção, com a hiperatividade e impulsividade e infelizmente muitas crianças são diagnosticadas com esta síndrome.

Os fatores que predispõem a criança a não estar feliz no seu circulo de vida podem ser muitos, inclusive uma doença na tiroide ou outra patologia com uma resposta hiperativa.

Como sempre, Hipócrates tinha razão, uma boa alimentação é meio caminho andado para a Não-doença, vejamos o que é apontado como fatores que contribuem para que os nossos filhos tenham TDAH:

- Consumo excessivo de açúcares refinados de rápida assimilação. Este tipo de “alimentos”, como pequeno-almoço composto de croissant com leite e chocolate, que fazem as delícias de muitas crianças, mas também a toxicidade das suas células. Provoca ciclos de hiperglicemia (com hiperatividade, agressividade, irritabilidade, …) e hipoglicemia reativa (ansiedade, falta de atenção,…)

-Alimentação pobre em micronutrientes essenciais como vitaminas, minerais e ácidos gordos essenciais. Por exemplo a falta de vitaminas do grupo B dificulta o metabolismo dos neurotransmissores cerebrais, o que leva a manifestações consequenciais no seu carater.
A falta de ferro agrava os transtornos da atenção e do comportamento…

- Intolerâncias alimentares. Alguns alimentos podem produzir irritação intestinal e intolerâncias (lácteos, farinhas refinadas, aditivos alimentares), o que provoca além de alergias, mal-estar físico e irritabilidade.

- Intoxicações por metais pesados, aditivos alimentares, pesticidas… a ingestão de metais pesados, junto com os aditivos alimentares, presentes em quase todos os alimentos, principalmente os transformados pela indústria alimentar provocam uma resposta hiperativa no organismo, assim como uma diminuição das capacidades mentais, e défice de atenção…

- Parasitas intestinais. Provocam irritabilidade com dificuldade na concentração.
- Falta de exercício físico. As crianças precisam de mexerem-se, de jogarem, de correr para estarem saudáveis.

- Ambiente familiar desfavorável a nível emocional. Crianças com traumas psicológicos, falta de afeto ou de atenção, com relações injustas, crianças que vivem com o dedo apontado a elas- “ tu és hiperativo; o que vai ser de ti?”, etc…

sábado, 13 de outubro de 2012

Só por hoje…mantenho o compromisso de...

imagem copiada net

Uma forma de processar uma mudança desejada é assegurar para si mesmo, de forma consciente, um conjunto de passos que orientem as atitudes do cotidiano.

Só por hoje…
…Serei Feliz… expulsarei de meu espírito qualquer pensamento triste e me sentirei mais alegre que nunca. Hoje agradecerei a Deus a alegria e a felicidade que me proporciona.

Só por hoje…
…Tratarei de me adaptar a vida. Aceitarei o mundo como é, procurarei encaixar-me nele. Se suceder-me algo desagradável, não me mortificarei, não lamentarei, agradecerei pelo ocorrido, pois dessa maneira minha vontade e meu desejo de ser feliz terão sido postos à prova. Hoje serei dono de minhas atitudes, de meus sentimentos, de meus impulsos. Para triunfar preciso de autodomínio.

Só por hoje…
…Trabalharei alegremente, com entusiasmo e paixão. Executarei minhas tarefas com alegria, constatarei que sou capaz de trabalhar dessa maneira, comprovarei meus pequenos triunfos. Não pensarei em fracassos.

Só por hoje…
…Serei agradável e não criticarei ninguém. Se começar a criticar, trocarei a censura por elogios. Toda a pessoa tem defeitos, porém vou concentrar minha atenção nas virtudes. Hoje evitarei as conversas desagradáveis.

Só por hoje…
…Eliminarei duas pragas: a pressa e a indecisão. Hoje viverei com calma, com paciência, pois a pressa é inimiga de uma vida feliz. Não permitirei que nem a pressa nem a impaciência me aflijam.

Só por hoje…
…Terei confiança em mim mesmo e enfrentarei todos os problemas com decisão e coragem, não deixarei nenhum para amanhã.
Não terei medo e agirei com coragem, pois o futuro me pertence. Hoje terei confiança em minha capacidade para a luta e para o trabalho.

Só por hoje…
…Não invejarei os que tem mais dinheiro, beleza ou saúde que eu. Contarei meus bens, e meus males.

Só por hoje…
…Tratarei de resolver os problemas de hoje; o futuro é resolvido por si mesmo.

Só por hoje…
…Não pensarei no passado nem guardarei rancor de ninguém; praticarei a lei do perdão. Assumirei minhas responsabilidades e não transferirei a culpa de meus problemas para outras pessoas.

Só por hoje…
…Farei o bem a alguém. Procurarei uma pessoa para faze-lo, sem que o descubra, serei cortes e generosa, pagarei o mal com o bem.

Ao anoitecer, comprovarei que o SER me premiou com um dia repleto de felicidade.
E…
Amanhã farei outro dia como o de hoje.

Texto de Tenorio Lucena do blog “Sabedoria Universal" 

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

É a depressão um problema inflamatório?

imagem copiada net

Nunca na história se sofreu tanto de Depressão, pelo menos nos países ocidentais.
Apesar da grande oferta de medicamentos para a combater, a depressão se converteu numa praga.
Com grande pena pela parte da profissão psiquiátrica, mas nem o melhor antidepressivo pode oferecer uma cura fiável para este problema.
Por exemplo, os Inibidores seletivos de recaptação da serotonina (ISRS), vulgarmente conhecidos pelos nomes de Prozac, Zoloft, Paxil e Lexapro, não só reduzem o desejo sexual, como produzem dores de cabeça, problemas de sono, nervosismo, assim como duplicam os pensamentos suicidas (“association between suicide attemps and selective serotonina reuptake inhibitors:systematic review of randomised controlled trials”, British Journal of Medicine 2005).
Pode parecer estranho que um medicamento para combater a depressão incremente as tendências suicidas, mas estudos mostram esta realidade.

A Inflamação como uma das causas da Depressão

A Ciencia sabe que há uma relação directa entre o menor consumo de ácidos gordos ómega 3 e uma maior taxa de depressão.
O Dr. Mark Hyman em “The Ultramind Solution”, de 2008 página 180 disse: “um fator provavelmente ignorado no problema da depressão é a inflamação”.
- Certas citoquinas inflamatórias aumentam a função de uma enzima (IDO) que destrói o Triptofano, reduzindo a serotonina no cérebro.
- Na depressão o sistema imunitário está sobre-activado o que cria inflamação neuronal.
- Usar terapia imunitária como o interferon (uma citoquina inflamatória) empregue contra doenças como a hepatite C agrava a depressão.
- As citoquinas inflamatórias sobre-activam o hipotálamo, a glândula pituitária e as supra-renais, algo que falha nos pacientes com depressão.
- Citoquinas inflamatórias como a interleuquina 1, a 6 e o TNF (factor de necrose tumoral) alfa, assim como toxinas que produzem inflamação geram sintomas de depressão e ansiedade.
- A depressão é mais comum em doenças com alto componente inflamatório como nas doenças cardiovasculares e nas auto-imunes.

É semelhante ao problema do ovo e da galinha. Quem surgiu primeiro foi o ovo ou a galinha? 
Neste caso, é a depressão que causa a inflamação, ou é a inflamação que causa a depressão?
É um círculo vicioso, pois o efeito da inflamação conduz à depressão e esta exacerba ainda mais a inflamação.

Os antidepressivos não só têm uma efetividade limitada como têm múltiplos efeitos secundários, além disso são caros.
A boa medicina só pode ser considerada eficaz se tiver o mínimo de efeitos secundários ou mesmo não tê-los.

Pensemos numa outra medicina contra a depressão, uma medicina com uma dieta anti-inflamatória, junto com exercício físico.
Sabe que no “ Exercise and pharmacotherapy in the treatment of major depressive disorder, Pshycosom, Med., 2007” diz: “ o exercício é mais efetivo a reduzir a depressão que os antidepressivos”.

Pense nisto e perceba o quanto é urgente e necessário, introduzirmos na nossa cultura, nos nossos hábitos uma alimentação anti-inflamatória.
É uma herança que deixamos aos que surgem após nós.


 Fonte: publicado por Adolfo David em Life Extenson, traduzido e adptado por Mundo Higeia.

Tarte Crua


Esta semana fiz esta tarte, estava uma delicia.
Saborosa e saudável.


A base foi feita com o que resta do leite de amêndoas e um pouco de mel, canela e noz-moscada.
Recheei com ananás e enfeitei com umas bolinhas feitas de tâmaras e cacau.


quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Grama de Trigo – Medicamento Verde

Grama na janela da cozinha

 Todos nós, doentes e não doentes, precisamos deste alimento/medicamento milagroso. 
Ele limpa, nutre, e reconstitui o sangue.
É barato, simples de fazer, de beber, 30ml dele repõe vitaminas, aminoácidos, minerais e muito oxigénio - SUCO DA GRAMA DO TRIGO (única forma de ingerir a grama)

É uma excelente fonte de clorofila, o chamado “sangue verde”, que tem entre outras funções, a de desintoxicar, de proteger o fígado contra substâncias poluentes, fortalecer o aparelho circulatório, regularizar os intestinos, dar proteção anti-cancerígena, além de ser antisséptica e cicatrizante.

Quando fazemos um suco com as folhinhas acima, sabe o que estamos a ingerir?
Vitaminas – Vitamina A, complexo B, k,…melhor dizendo o alfabeto inteiro.
Minerais – Contém quase todos os minerais conhecidos, excelente fonte de magnésio, ferro, potássio e cálcio, com a grande vantagem de que não contém sódio.
Aminoácidos – 17 diferentes
Além de tudo isto, oxigena o nosso corpo o que proporciona mais energia, ou seja carrega as baterias para vivermos a Vida.

A grande pioneira no uso do suco da grama do trigo (Wheatgrass) foi Ann Wigmore, que fundou em 1968 o Instituto de Saude Hipócrates, ficou conhecida como a “mãe dos alimentos vivos”. No seu resort de saúde nos EUA, ela usava técnicas naturais como alimentação viva e suco da grama do trigo tanto bebida como em forma de enemas para desintoxicar, curar o corpo, a mente e o espirito.
Usou o suco da grama de trigo no Cancro, e defendia que ele atuava contra esta patologia com varias frentes, pois ela própria aos 50 anos foi diagnosticada com cancro do colon e consegiu curar-se sozinha com uma dieta de frutas, vegetais e sementes.

Para mim, a grande justificação para que eu o tome (reconheço que tenho tomado pouco) e o recomende é por ser um dos alimentos mais alcalinos conhecidos pela humanidade. Não importa o nome da doença e a sua localização, nenhuma doença se desenvolve em meio alcalino.

Como vamos produzir este Alimento/medicamento?
Antes de tudo, com Amor, com dedicação, com o prazer de ver brotar, crescer e depois fazer parte de nós.

 Colocamos 3 ou 4 colheres de sopa de grãos de trigo, num frasco com água durante toda a noite, para que a semente acorde.
De manhã, lavamos muito bem, escorremos a água, tapamos o frasco com um pedaço de tule e elástico, e deixamos num local escuro com a boca do frasco inclinada para baixo.
Lavamos as sementes 2 vezes por dia, até surgir o “narizinho” branco.
Espalhamos-as, num recipiente (pode ser em caixas de esferovite, de transporte de alimentos) com terra fertilizada (sem químicos), cobrimos ligeiramente com mais um pouco de terra, e regamos.

A grama vai crescer….para nosso corpo fortalecer.

Como usar?
Quando a grama tiver com 10 ou 15cm de altura, corta com uma tesoura (deixa ficar porque volta a crescer uma segunda vez) e junta ao suco verde, ou bate somente com água, ou com sumo de maçã, neste caso cada um tem de escolher o que mais lhe agrada.
O suco tem de ser coado, e bebido de imediato.


A Natureza mostra que ninguém adoece por um fator, nem se cura por um fator, nada funciona isoladamente, mas o suco da grama do trigo pesa no lado do bem.