Mundo Higeia

Bem Vindo a este Mundo!

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Lei do Caminhão de Lixo

imagem copiada net

Um dia apanhei um táxi para o aeroporto.
Estávamos na faixa certa quando um carro preto saiu de repente do estacionamento e se pôs à nossa frente.
O taxista travou bruscamente, deslizou e quase bateu noutro carro, foi mesmo por um triz!
O motorista desse outro carro sacudiu a cabeça e começou a gritar para nós nervosamente. Mas o taxista sorriu e acenou, fazendo um sinal positivo. E ele o fez de maneira bastante amigável!

Indignado lhe perguntei: “ porque você fez isto? Este cara quase arruína o seu carro, e nos manda para o hospital?!?!
Foi quando o motorista de táxi me ensinou o que eu chamo de “ A Lei do caminhão de Lixo”.
Ele explicou que muitas pessoas são como caminhões de lixo.
Andam carregadas de lixo, cheias de frustrações, de raiva, traumas e desapontamentos.
À medida que suas pilhas de lixo crescem, elas precisam de um lugar para descarregar e às vezes descarregam sobre a gente.
Nunca tome isso como pessoal.
Isto não é problema seu! É dele!
Apenas sorria, acene, deseje-lhes sempre o bem, e vá em frente.
Não pegue o lixo de tais pessoas e nem espalhe sobre outras pessoas no trabalho, em casa, ou nas ruas.
Fique tranquilo… respire e deixe o lixeiro passar.
O princípio disso é que pessoas felizes não deixam os camiões de lixo estragar o seu dia.
A vida é muito curta, não leve lixo com você!

Limpe os sentimentos ruins, aborrecimentos do trabalho, picuinhas pessoais, odio e frustrações.
Ame as pessoas que te tratam bem. E trate bem as que não o fazem.
A vida é dez por cento do que você faz dela e noventa por cento da maneira como você a recebe!
Fica mais fácil recusar as energias desarmónicas de outras pessoas quando temos claro que essas energias são delas, e não nossa. 
Não permita que palavras e atitudes, sejam de quem for, o tirem do seu centro e o afastem da felicidade.

Lembrem-se: o lixo é delas e você não tem obrigação nenhuma de recolhe-lo!
Por outro lado, escolha o que vai fazer com o seu camião. 
Você ainda quer carregar frustrações do passado? 
Dores de momentos anteriores? 
Você ainda quer manter um passado e viver na incerteza?
Limpe-se, renove-se, reenergize-se.
Não se trata apenas de não descarregar seu descontentamento nos outros mas, sim, de seguir em frente, pronto para cargas que valem a pena carregar!

Texto de Arnaldo Jabor, brasileiro, cineasta, crítico e entre outras coisas escritor.

1 comentário: