Mundo Higeia

Bem Vindo a este Mundo!

terça-feira, 17 de julho de 2012

O Coração Pensa…

imagem copiada net

O coração tem cérebro” 
Annie Marquier(1)

Descobriu-se que o coração tem um sistema nervoso independente e bem desenvolvido com más de 40 000 neurónios e uma rede completa de neurotransmissores, proteínas e células de apoio.

É INTELIGENTE
Graças a esses circuitos tão elaborados, o coração pode tomar decisões e passar à ação independentemente do cérebro; pode aprender, recordar e perceber.

O coração é o único órgão que envia mais informação ao cérebro do que aquela que recebe, além disso pode inibir ou ativar partes do cérebro, segundo as circunstancias.
Isto significa que o coração pode influir na nossa maneira de pensar, na nossa perceção da realidade e logo nas nossas ações.

O Coração tem uma comunicação energética. 
O seu campo eletromagnético é mais potente que todos os outros órgãos do corpo, 5000 vezes mais intenso que o cérebro. 
Este campo (a energia do coração) se expande ao redor do corpo, entre dois a quatro metros, por isso aqueles que nos rodeiam recebem informação energética do nosso coração, tanto boa como má.
Não precisamos de falar, de justificar, os outros sentem a energia que emanamos.

Existe duas classes de variação de frequência cardíaca: uma é harmoniosa, onde as ondas do coração são amplas e regulares, quando a pessoa tem emoções e pensamentos positivos elevados e generosos; outra é desordenada com ondas incoerentes e surgem quando a pessoa tem emoções negativas, como o medo, a ira ou a desconfiança.

Há quem conclua que o amor do coração não é uma emoção é um estado de Consciência inteligente.

Está demonstrado que quando o ser humano utiliza o cérebro do coração cria um estado de coerência biológico, onde tudo se harmoniza e funciona corretamente, é uma inteligência superior que se ativa através das emoções positivas.
Este potencial não está totalmente ativado, mas começa a ser acessível a um grande número de pessoas.

Como posso ativar este Potencial?
Cultivando as qualidades do coração que são a compaixão, a paciência, a cooperação, a aceitação das diferenças, a coragem.
Ter uma prática de pensamentos e emoções positivas.
Na essência consiste em libertar-se dos espíritos de separação e dos seus três mecanismos primários: o medo, o desejo (avareza), a ansia por domínio; mecanismos que estão bem enraizados no ser humano, porque serviu para sobrevivermos à milhões de anos.

Como nos libramos deles?
Colocando-nos na posição de testemunhas, observando nossos pensamentos e emoções sem julgar, escolher as emoções que nos fazem sentir bem.
Devemos aprender a confiar na intuição e a reconhecer a verdadeira origem de nossas reações emocionais, que não estão no exterior, sim no interior.

Cultive o silêncio, contate com a Natureza, viva períodos de solidão, medite, contemple, cuide de sua energia vibratória, trabalhe em grupo, viva com sensatez,… e pergunte sempre ao seu coração quando não souber o que fazer.

O Ser humano tem consigo um potencial extraordinário de Consciência, inteligência, sabedoria e Amor, constatados por recentes descobrimentos científicos.
"O Coração tem razões que a Razão desconhece." Blaise Pascal

(1) Annie Marquier é matemática e investigadora de Consciência. Professora de Sorbona na França. É autora de vários livros.

Fonte: Traduzido e baseado num texto da Escuela de Ciencia Cósmica Alfa y Omega




1 comentário:

  1. Olá!

    Este artigo é muito interessante. O próprio blog despertou-me interesse, e já está guardado nos favoritos, para que eu possa lê-lo com calma.

    Obrigada.
    Lucia

    ResponderEliminar