Mundo Higeia

Bem Vindo a este Mundo!

sexta-feira, 17 de junho de 2011

E.Coli, criada em laboratorio?

Tudo o que está escrito abaixo, é uma tradução de: www.naturalnews.com
Tudo o que está escrito, não é da minha responsabilidade, nem estou acusando ninguém. Estou simplesmente a passar uma notícia, bem diferente daquela que os “telejornais” em Portugal transmitem.

"Enquanto jogam a culpa de um lado para o outro na Europa, onde uma cepa super resistente da bactéria Escherichia Coli (E. coli) está deixando pessoas doentes e enchendo os hospitais na Alemanha, quase ninguém fala sobre como a E. coli poderia magicamente ter se tornado resistente a oito diferentes classes de antibióticos, e de como ter começado a aparecer no fornecimento de alimentos.

Esta variação particular de E.coli é parte da cepa O104 e estas cepas quase nunca são (normalmente) resistentes a antibióticos. Para que elas possam adquirir esta resistência, elas devem ser repetidamente expostas a antibióticos a fim de exercer  uma "pressão de mutação", que as leva a uma imunidade completa contra os antibióticos.

Então, se está curioso em saber as origens de tal cepa, você poderia basicamente fazer uma engenharia reversa do código genético da E. coli e determinar, com bastante precisão, a que antibióticos foi exposta durante o seu desenvolvimento. Isto já foi feito pelo Instituto Robert Koch, da Alemanha (leia mais abaixo), e quando se faz a analise da descodificação genética desta linhagem O104 que neste momento ameaça os consumidores de alimentos em toda a UE, um fato importante emerge, é de como ela pode ter sido criada.

 
O Código Genético Revela a História

Quando os cientistas no Instituto Robert Koch na Alemanha descodificaram a composição genética da cepa O104, eles descobriram que ela é resistente a todas as seguintes classes e combinações de antibióticos:

- Penicilinas
- Tetraciclina
- Ácido Nalidíxico
- Cotrimoxazol
- Cefalosporina
- Amoxicilina / Ácido Clavulânico
- Piperacilina-Sulbactam sódico
- Piperacilina-Tazobactam

Além disso, esta linhagem O104 possui uma capacidade de produzir enzimas especiais que lhe dão o que poderia ser chamado de "super poderes bacterianos", conhecido tecnicamente como ESBLs:

"Beta-lactamases de Espectro Estendido (ESBLs) são enzimas que podem ser produzidas por bactérias tornando-as resistentes às cefalosporinas, como por exemplo: cefuroxima , cefotaxima e ceftazidima - que são os antibióticos mais utilizados em muitos hospitais", explica a Agência de Proteção à Saúde do Reino Unido.
(www.hpa.org.uk/Topics/infect...)
Ainda além disso, esta cepa O104 possui dois genes, - TEM-1 e o CTX-M-15 - que tem vindo a fazer “os médicos tremerem desde a década de 1990",  relatou o jornal de Londres The Guardian.
(www.guardian.co.uk/commentis...)E por que é que fazem os médicos tremerem? Porque elas são tão mortais que muitas das pessoas infectadas com estas bactérias são vítimas de falência de órgãos críticos e simplesmente morrem.

 Bioengenharia  numa Super-bactéria Mortal

Como é que uma bactéria aparece do nada, e é resistente a mais de uma dúzia de antibióticos em oito diferentes classes de medicamentos e ainda apresenta duas mutações do gene letal, além de capacidades da enzima ESBL?

Há realmente apenas uma maneira de isso acontecer( e apenas uma forma): você tem que expor essa cepa de E. coli a todas as oito classes de antibióticos. Normalmente, isso não é feito ao mesmo tempo, é claro: primeiro precisa expô-la à penicilina e encontrar as colónias de sobreviventes que são resistentes à penicilina. Então toma essas colónias sobreviventes e as expôe à tetraciclina. As colónias sobreviventes são resistentes à penicilina e tetraciclina. Em seguida, as expõe a um medicamento à base de sulfa e recolhe as colónias sobreviventes, e assim por diante. É um processo de selecção genética feita em laboratório, com um resultado desejado. Esta é essencialmente a forma como algumas armas biológicas são projetadas pelo Exército dos EUA no seu laboratório em Ft. Detrick, Maryland.
(http://en.wikipedia.org/wiki/Nation...)

Embora o processo seja mais complicado do que isto, o resultado é que a criação de uma cepa de E. coli que seja resistente a oito tipos de antibióticos requer repetidas exposições a esses antibióticos. É praticamente impossível imaginar como isso poderia acontecer de por si mesmo no mundo natural. Por exemplo, se esta bactéria teve origem nos alimentos (como foi dito), então onde é que ela adquiriu toda esta resistência aos antibióticos dado o fato que os antibióticos não são utilizados em vegetais?

Ao considerar a evidência genética que agora nos confronta, é difícil imaginar como isso poderia acontecer de uma forma Natural.É comum haver resistência a um antibiótico, mas resistir a oito diferentes classes de antibióticos em conjunto simplesmente desafia as leis de permutação e combinação genética na natureza. Simplificando, esta cepa de super-bactéria E. coli não poderia ter sido criada na natureza. O que nos deixa com apenas uma explicação de onde ela realmente veio: de um laboratório.

Primeiro Proíbem a Medicina Natural, em seguida atacam a oferta de alimentos
Agora, lembre-se: tudo isso está acontecendo na esteira da proibição de ervas medicinais e suplementos nutricionais na UE  - a proibição que descaradamente criminaliza terapias nutricionais e que ajudam a manter as pessoas saudáveis e livres de doenças.

Agora que todas estas ervas e suplementos estão proibidos, o próximo passo é fazer com que as pessoas fiquem também com medo de alimentos frescos. Isso porque legumes frescos são medicinais, e enquanto o público tiver direito a comprar legumes frescos, poderão sempre evitar doenças.

Mas se você pode fazer as pessoas terem medo de legumes frescos, ou até mesmo proibi-los por completo - então você pode forçar a população inteira a uma dieta de alimentos mortos e  processados, que promovem doenças degenerativas e impulsionam os lucros das poderosas companhias farmacêuticas.

Verá que é tudo parte da mesma agenda: manter as pessoas doentes, negar-lhes acesso às ervas medicinais e suplementos, e lucrar em cima do seu sofrimento nas mãos dos cartéis de drogas globais.

Qual foi o país alvo da E.coli? A Espanha.

Por que a Espanha?
Você deve se lembrar que material vazado do Wikileaks que revelaram que a Espanha resistiu à introdução de OGM (transgénicos)no seu sistema agrícola, mesmo quando o governo dos EUA secretamente ameaçou com retaliação política por sua resistência. Esta falsa culpa da Espanha pelas mortes causadas pelo E.coli é provavelmente a retaliação pela falta de vontade da Espanha de entrar no "trem" dos transgénicos."

Não podemos continuar a olhar, não podemos continuar a ver, atravez das mesmas lentes.

Podemos ser "ovelhas", mas não nos podem proibir de olhar as margens do Caminho...

Sem comentários:

Enviar um comentário